FIFA encontra dificuldades sérias para a disputa do mundial de clubes

0

A Fifa entrou em contato com as seis confederações filiadas para tratar do Mundial de Clubes que seria realizado em dezembro no Qatar, mas que por causa da pandemia terá que ser adiado. Eram duas perguntas: quando (e se) seu torneio continental terminará e quando poderia ser a melhor data para realização da competição nos primeiros meses de 2021.

A federação internacional tem problema para cancelar o torneio por causa de acordo de patrocínio, que prevê a realização da competição com sete clubes por pelo menos mais uma temporada — há um contrato de exclusividade com a empresa de comércio online chinesa Alibaba. Mas quando realizá-lo?

Há dificuldades sérias. Por exemplo: a Oceania não terá campeão nesta temporada. O continente decidiu cancelar definitivamente sua Liga dos Campeões, antes das quartas de final, e a Fifa teria que fazer uma indicação portanto, o que pode colidir com o regulamento do Mundial.

Folha Banner

A Concacaf (Confederação das Américas do Norte, Central e Caribe) avisou que terminará seu torneio, também nas quartas de final, em uma “bolha”, como fizeram a Uefa na Liga dos Campeões e a NBA — uma sede fixa. O vencedor deve sair em dezembro, igual a Ásia (que também definirá sua competição em locais fixos). A África conhecerá seu campeão continental em novembro.

Na América do Sul, a Libertadores só terminará em 23 de janeiro. A Fifa, portanto, só poderá pensar em um Mundial de Clubes após essa data. Quando? Se cogitou fevereiro e março, mas a Uefa é contra porque atrapalharia os campeonatos nacionais — o Bayern de Munique se classificou para o Mundial ao vencer a Liga dos Campeões. O Al-Duhail, campeão qatariano, também está qualificado.

No momento a direção da Fifa não tem ideia de quando poderá ser disputada a competição, que seria a última no formato com sete clubes (os seis campeões continentais, mais um representante do país-sede). A partir de 2021, na China, a Fifa planejava um Super Mundial quadrienal, com 24 participantes, 12 europeus, mas a pandemia do coronavírus fez a entidade ser obrigada a adiar a competição para data incerta.

Retirado de: Blog do Marcel Rizzo