Remotas ou presenciais? Possível retorno das aulas em setembro divide opiniões na capital

0

Mesmo com o cenário epidemiológico da Covid-19 em desaceleração na Capital, a exemplo das sucessivas quedas na média móvel de mortes e na taxa de contágio pelo SARS-CoV-2, o governador Camilo Santana considerou que ainda não é o momento para a liberação das aulas presenciais nas escolas públicas e particulares.

Até sábado (1º), quando foi anunciada a decisão, o Ceará havia confirmado 176.371 diagnósticos positivos, 146.281 altas médicas e 7.704 vidas perdidas em decorrência do novo coronavírus.

A decisão de adiar o retorno das atividades in loco, no entanto, novamente dividiu a opinião da comunidade escolar e entre os pais de alunos matriculados nos estabelecimentos de ensino. Alguns apoiam a continuidade das aulas remotas. Outros, por sua vez, mantêm parecer contrário ao atual formato pedagógico a distância.

Você é a favor ou contra a medida? Saiba mais sobre no nosso site, link na bio. (Diário do Nordeste/Foto: Natinho Rodrigues).