Setores celebram permissão para reabrir

Restaurantes, barracas de praia e agências de viagem apontam perspectivas positivas com reabertura

0

A extensão do horário de funcionamento de restaurantes e padarias – agora autorizados a funcionar das 6h às 16h – foi recebida com alegria pelo setor de alimentação fora do lar. O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Ceará, Rodolphe Trindade, ressalta a boa receptividade.

Ele também comemorou a reabertura das barracas de praia, que havia sido adiada na semana passada diante de leve piora nos indicadores de saúde ligados à pandemia do novo coronavírus.

“Foi muito bom saber que as barracas poderão reabrir, é bem melhor com elas. E é a recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), de reabrir restaurantes ao ar livre. Mais ao ar livre do que as barracas na praia com esse solzão e ventos só se for no meio de uma tempestade”, ressalta.

Trindade ainda pontua que a flexibilização será boa para pôr os protocolos em prática, ver a eficiência dos mesmos e garantir a segurança dos consumidores.

“Assim, poderemos passar a imagem de segurança para a população, que é o que a gente quer que as pessoas entendam. Estamos seguindo os protocolos rigorosamente, portanto não somos nós que estamos enchendo as feiras, os ônibus, nem as ruas”.

Apesar do otimismo, o presidente da Abrasel no Ceará lembra que o momento mais crítico economicamente virá com a retomada. “Quando os empresários chamam a equipe de volta, reabrem e veem que o faturamento não é suficiente para se manter aberto, terão que fechar. Muitos já faliram e não sabem. Será a hora de contar os mortos e feridos”.

Folha Banner

Agências de turismo

As agências de turismo, que tinham a reabertura prevista para a 4ª fase da retomada, também comemoraram a permissão de retornar às atividades a partir desta segunda (13).

“Desde a segunda fase do plano que estamos em contato com o Governo para adiantar essa reabertura, já que o setor não promove aglomeração alguma e outros segmentos com atividades semelhantes já estavam funcionando. Por isso, o que houve foi um atraso na antecipação”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav-CE), Murilo Santa Cruz.

No anúncio desta sexta-feira (10), o prefeito Roberto Cláudio explicou que a atividade estava “equivocadamente na quarta fase” e, por isso, deveria voltar antes.

“Apesar de ser uma reabertura tardia, esperamos que o setor já consiga recuperar até 40% do fluxo de vendas ainda neste mês de julho, até porque as companhias aéreas também já estão oferecendo mais voos”, estima Murilo.

Diário do Nordeste/Foto: Arquivo