Sequestro de três jovens em Iguatu foi organizado por ex-namorado de uma delas, diz polícia

O mandante do crime e outras duas pessoas foram presas suspeitas de participação. As três jovens foram mantidas em cativeiro por um homem contratado para matar a adulta e pedir resgate pelas adolescentes, segundo a polícia

0

rês homens foram presos na tarde desta quarta-feira (8) suspeitos de participação em um sequestro de três jovens, que foram mantidas em cativeiro e tentativa de homicídio contra uma delas, em Iguatu. Um deles é o ex-namorado da mais velha, de 19 anos, apontado inicialmente pela polícia como mandante do crime.

Elas desapareceram após sairem para caminhar na tarde desta terça-feira (7), no distrito de Sítios Grossos, zona rural de Iguatu, no Ceará. As jovens foram encontradas nesta quarta, após um trabalho de buscas que envolveu policiais civis, militares, bombeiros e populares.

De acordo com a Polícia Civil, argumentando ciúmes, o ex-namorado de uma das três vítimas contratou uma pessoa para matá-la. As outras duas adolescentes, de 14 e 16 anos, seriam mantidas reféns até que a família pagasse resgate. Entretanto, o executor acabou desistindo do crime e manteve as três vivas. Uma das meninas estava com arranhões na perna e na região do tornozelo quando foi resgatada.

“As vítimas foram liberadas pelo próprio homem suspeito de tê-las sequestrado. Em depoimento, ele afirmou ter desistido de cometer o crime após sentir pena ao perceber que uma das meninas se parecia com uma irmã dele”, revelou o delegado Marcos Sandro.

Após o resgate, as três jovens foram levadas para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em Iguatu para serem submetidas a exames de corpo de delito e serem ouvidas.

Desaparecimento

Folha Banner

As irmãs, de 19 anos e 14 anos, e a prima, de 16, têm o costume de sair todos os dias para fazer caminhada. No horário em que deveriam retornar para casa, nesta terça, a mãe das duas irmãs ouviu um grito aflito próximo à residência da família. Ela estranhou a demora das filhas e, poucas horas depois, resolveu acionar a polícia.

“Quando vinham chegando perto de casa, num bueiro próximo, a mãe delas ouviu um grito um pouco estranho. Ela achou que era brincadeira porque elas tinham costume de gritar nas estradas, mas achou estranho porque era o grito de uma pessoa aflita. Ela ficou prestando atenção se as filhas chegavam em casa e viu que não iam chegar”, detalha o parente.

A mãe das duas garotas afirma que o seu marido ainda chegou a encontrar as filhas e sobrinha quando retornava da rua para casa. “Meu esposo diz que passou por elas. Ele sempre chegava e, com pouco tempo depois, elas chegavam atrás. Elas já vinham chegando”, garante.

Buscas e depoimentos

Logo após ser acionada pelos familiares, a Polícia Militar de Iguatu iniciou as buscas na região. Durante a diligência, a guarnição encontrou uma motocicleta abandonada dentro de uma roça, cujo acesso se dá por uma estrada carroçável. A moto, segundo a polícia, nunca foi emplacada.

Um ex-namorado da irmã mais velha se apresentou na delegacia e também depôs. O jovem negou qualquer envolvimento no caso. De acordo com os familiares, o rapaz nunca foi agressivo com a jovem, mesmo com o término do relacionamento, em fevereiro deste ano. Também não há relatos de brigas entre o casal.