Passaredo deverá operar hangar de manutenção em Aracati

0

A partir de janeiro ou fevereiro de 2020, o hangar de manutenção no Aeroporto de Canoa Quebrada Dragão do Mar, deverá ser controlado pela Passaredo Linhas Aéreas. Companhia confirmou voo no Estado

Com a saída da TAM Executiva do Aeroporto de Aracati, a base de operações e manutenção deverá ficar sob o comando da Passaredo Linhas Aéreas, que confirmou, ontem (29), que irá operar um voo pela Rota das Emoções, que inclui Fortaleza, Jericoacoara, o Delta do Parnaíba e os Lençóis Maranhenses.

De acordo com o representante da Passaredo no Ceará, coronel Paulo Edson, a intenção é começar a utilizar a nova base a partir de janeiro ou fevereiro de 2020. Na próxima semana, a empresa deverá se reunir com o Governo para confirmar a assinatura do contrato para poder utilizar o equipamento no Aeroporto Regional de Canoa Quebrada Dragão do Mar, em Aracati.

Conforme Paulo Edson, a Passaredo demonstrou interesse em operar a base em Aracati, assim que a TAM confirmou o encerramento das operações no local, conforme o Diário do Nordeste informou no dia 26 de junho. “A TAM Executiva vai sair, e aí a ideia da Passaredo é ocupar esse hangar de manutenção após a saída deles. Anteriormente, esse trabalho ficaria para a MAP Linhas Aéreas, mas essa empresa foi adquirida pela Passaredo, que ficou com a responsabilidade de operar essa função”, disse.

Empregos

A instalação da Passaredo na nova base também deverá gerar empregos na região, considerando que a empresa terá de manter equipes de piloto, tripulação de bordo e funcionários para realizar a manutenção das aeronaves. Segundo o coronel, inicialmente, a empresa deverá levar para a cidade funcionários da central, em Ribeirão Preto, mas com o passar do tempo e terminado o período de transição, as vagas deverão ser criadas para pessoas instaladas no Ceará.

ARTE CDL 2

A justificativa é que seria muito custoso para a companhia aérea manter funcionários de outros estados no Ceará. “Com certeza, serão gerados empregos, e serão de muita capacidade técnica, considerando que teremos uma equipe de manutenção no hangar. E ainda teremos a parte da tripulação”, disse Edson. “Inicialmente, a opção é trabalhar com quem já está contratado, mas a medida que a transição for sendo feita, vão ser contratadas pessoas daqui do Ceará”, completou.

Novos voos

Anunciado ontem (29) pelo governador do Piauí, Wellington Dias, o voo passará por Fortaleza, Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses – e o plano é começar a operar ainda em janeiro de 2020, com um avião do modelo ATR-72 600.

A companhia está negociando possíveis incentivos fiscais com a administração pública das cidades e estados envolvidos na operação. Ao todo, a Passaredo deverá manter três aviões no Aeroporto de Aracati para a rota – um dos aviões fará o voo de ida, outro o de volta. A terceira aeronave ficará como reserva da operação.

Aproveitando-se da saída da TAM Executiva, a Passaredo Linhas Aéreas deverá passar a operar o hangar de manutenção.

Por Samuel Quintela/Diário do Nordeste