“Nós estamos atentos a defender a democracia no Brasil”, diz Dias Toffoli

0

O Presidente da República em exercício, ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou, na tarde desta terça-feira, 25, que “ninguém vai se arriscar a desafiar a democracia no Brasil” e que o Judiciário está atento. Toffoli conversou com jornalistas durante coletiva de imprensa concedida no Palácio do Planalto.

“Eu tenho certeza que todos os candidatos que hoje estão colocados para a disputa do primeiro turno têm clareza de que o respeito às regras do jogo faz parte da possibilidade de uma vitória em um eventual segundo turno e ninguém vai se arriscar a desafiar a democracia no Brasil. Nós estamos atentos para defender a democracia no Brasil”, declarou.

Toffoli reforçou que o STF continuará cumprindo o papel de “sempre garantir a Constituição e a lei”. O ministro relembrou a atuação da Corte durante o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, as duas denúncias contra o presidente Michel Temer e também o processo de cassação do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, que está preso desde 2016. Para Toffoli, o STF atuou com “toda competência e responsabilidade” e deixou claro que as instituições estão funcionando.

Folha Banner

Ele considera que, independente de quem for eleito na disputa presidencial deste ano, a vontade popular será respeitada e o diálogo e a pluralidade de ideias serão mantidos. “Aquele que vai ser eleito tem que dialogar com todos, não tem outra situação possível. A atividade de governança necessita do diálogo”, disse. “Seja quem for o presidente eleito, ele saberá ser crismado na pluralidade”, declarou em outro momento da coletiva.

Sobre um possível clima de instabilidade dependendo do resultado do pleito, em outubro, o ministro defendeu que é preciso ter claro que “a pluralidade e a diversidade” fazem parte da essência da democracia. “Não existe essa ideia de que há polarizações, são visões de mundo em que a maioria decide. Temos que respeitar a vontade popular, respeitar a vontade do eleitor.”

Repórter Ceará – O Povo Online