Obra do Cinturão das Águas recebe R$ 14 milhões de ministério

0

As obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC) receberam mais R$ 14 milhões do Ministério da Integração Nacional nesta semana. Os recursos federais serão aplicados na construção do trecho 1 do empreendimento, que levará as águas do Projeto de Integração do Rio São Francisco a 4,5 milhões de pessoas nas regiões do Cariri e de Fortaleza.

Com a aceleração dos serviços do Eixo Norte do Projeto pelo Governo Federal, a expectativa é que as águas do “Velho Chico” cheguem ao Ceará no mês de agosto.

O ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, destaca que o repasse financeiro é parte do pacote de medidas prioritárias da Pasta à região Nordeste.

“É nosso compromisso levar as águas do Rio São Francisco a moradores desses estados que têm convivido com a maior seca dos últimos anos. O CAC será emblemático nesse processo, porque vai fazer com que o ‘Velho Chico’ abasteça as duas regiões mais populosas do Ceará”, afirma.

A ordem de serviço assinada nesta terça (8) autoriza o início do trabalho na obra desde junho de 2016. A previsão inicial é de que o empreendimento fosse concluído em 2012.

Segundo o Ministério, mais de 1.200 profissionais estarão em campo nas próximas semanas para garantir que as águas cheguem ao Ceará até o mês de agosto. Para acelerar o cronograma, várias frentes de serviço vão atuar simultaneamente, em períodos 24 horas.

Folha Banner

Ritmo lento

Ainda conforme o Ministério da Integração, a substituição do Consórcio Emsa-Siton, que era responsável pela execução das obras na Meta 1N, foi uma medida para garantir o cumprimento dos prazos de entrega do Eixo Norte, já que a empresa não vinha apresentando ritmo de trabalho adequado ao cronograma.

“Para não gerar prejuízos à população, preventivamente, rescindimos o contrato e vamos acelerar os serviços. É nossa prioridade entregar o Eixo Norte em 2018, assim como prometemos – e cumprimos – a entrega do Eixo Leste em 2017”, acrescentou o ministro.

No início de fevereiro, o Governo Federal acionou a segunda estação de bombeamento (EBI-2) do eixo, em Cabrobó (PE). O funcionamento permitiu que as águas do ‘Velho Chico’ continuassem avançando pelos canais.

Inicialmente, será garantido um reforço no abastecimento para 9,2 mil pessoas no município de Terra Nova (PE) – 4,2 mil na área rural e 5 mil na urbana. Em novembro do ano passado, as águas do Eixo Norte já começaram a atender cerca de 3,2 mil moradores e produtores da região de Cabrobó, em 17 comunidades rurais.

Obra deve garantir "segurança hídrica" a 92% da população do Ceará, diz Governo (Foto: Arte/Agência Diário)

Obra deve garantir “segurança hídrica” a 92% da população do Ceará, diz Governo (Foto: Arte/Agência Diário)

Fonte: G1 Ceará